Licenciosidades

Qualquer bocadinho acrescenta, disse o rato, e mijou no mar.

"Não é da bondade do homem do talho, do cervejeiro ou do padeiro que podemos esperar o nosso jantar, mas da consideração em que eles têm o seu próprio interesse. Apelamos, não para a sua humanidade, mas para o seu egoísmo, e nunca lhes falamos das nossas necessidades, mas das suas vantagens"

Adam Smith (1776), Riqueza das Nações

terça-feira, junho 07, 2005

Combate ao defice

Hoje no Correio da Manha:
"(...)em Portugal existem perto de 900 casas de alterne. O negócio envolve mais de 30 mil prostitutas portuguesas e estrangeiras, movimentando 2,5 mil milhões de euros. Números confirmados por elementos da Polícia Judiciária (PJ) e que podem ser ainda contabilizados de outra forma: se o Estado recolhesse impostos desta actividade, receberia descontos no valor de 650 milhões de euros."
650 milhoes de Euros?!?! Vai sendo a altura de legalizar. Que se aproveite a desculpa do defice e se proceda de vez a legalizacao de uma actividade ja ha muito "legalizada" nos costumes dos portugueses. Sendo o costume uma fonte de direito...

P.S.: Aguardo o teu comentario.

2 boas festas:

  • Ah, pois ias tê-lo. Já me conheces... foi logo ao primeiro impulso.
    Eu não quero ser romântica com estas coisas (sou com tantas!)... Penalizar a prostituição não extingue o seu consumo, tal como não extingue o consumo de droga (embora ache curioso que no caso da prostituição se penalize a prostituta e não o consumidor!; há coisas que falam por si). Não vejo qualquer problema na despenalização, porque penso na situação destas mulheres e homens; vejo problemas na legalização. E não me movem questões de pudor, mas de ordem moral. A prostituição não é uma carreira técnico-profissional! A prostituição está em relação directa com a pobreza, na maior parte dos casos. Não digo em todos, mas na maior parte dos casos. Legalizá-la tem para mim implicações morais gravosas. Porque não é possível legalizar uma situação que, de acordo com a nossa cultura, é causadora de degradação.´Olha, eu vou escrever um post sobre isto, ok? Porque agora estou a lembrar-me de uma série de coisas.

    By Blogger Isabela, at terça-feira, junho 07, 2005 10:27:00 da tarde  

  • Desculpa, mas o post vai ter de ficar para amanhã que hoje estou aqui aflita de trabalho e isso precisa de reflexão. Garanto-te que é um assunto que não fica esquecido, porque até é coisa em que penso bastante. Prometo.
    Um abraço.

    By Blogger Isabela, at quarta-feira, junho 08, 2005 1:37:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home