Licenciosidades

Qualquer bocadinho acrescenta, disse o rato, e mijou no mar.

"Não é da bondade do homem do talho, do cervejeiro ou do padeiro que podemos esperar o nosso jantar, mas da consideração em que eles têm o seu próprio interesse. Apelamos, não para a sua humanidade, mas para o seu egoísmo, e nunca lhes falamos das nossas necessidades, mas das suas vantagens"

Adam Smith (1776), Riqueza das Nações

terça-feira, junho 21, 2005

Direito de defesa

Ha coisas que nao merecem ficar pelas caixas de comentarios. Vale muito a pena ler os comentarios da Isabela para um melhor esclarecimento. A Biblioteca de Babel tambem deve ter desenvolvimentos para breve.

Os professores tem tempos lectivos e outros não lectivos. Os lectivos são 22 por semana. Ou seja, 22 horas por semana encerrados nas salas com as crianças, todas bem educadas, serenas, desejosas de aprender, colaborantes. 13 horas são dedicadas à preparação de aulas e projectos, preparação e correcção de fichas de avaliação. Elaboração de materiais como grelhas de análise, matrizes de testes, critérios de correcção, definição de objectivos e copmpetências e uma série de papapelada que não passa pela cabeça de ninguém. Nenhum professor de Português, por exemplo, tem semanas de trabalho inferiores a 45 horas. (...)
Os professores são hoje em dia uma classe profissional de risco, sujeita a fáceis depressões, sujeita a ataques físicos sérios. (...)
20 anos de conhecimento de causa, com 20 horas semanais lectivas, com turmas de 28 alunos, que nas horas livres fazem tráfico de droga, risco de levar com uma cadeira na cabeça ou pior, cerca de três vezes por ano, uma voz rouca de gasta, sem remédio, trabalho de casa todos os dias, todos os fins-de-semana (...)

Leitura completa aqui