Licenciosidades

Qualquer bocadinho acrescenta, disse o rato, e mijou no mar.

"Não é da bondade do homem do talho, do cervejeiro ou do padeiro que podemos esperar o nosso jantar, mas da consideração em que eles têm o seu próprio interesse. Apelamos, não para a sua humanidade, mas para o seu egoísmo, e nunca lhes falamos das nossas necessidades, mas das suas vantagens"

Adam Smith (1776), Riqueza das Nações

terça-feira, junho 21, 2005

Joana A. Dias da 3 seguidas

1. -Primeiro volta ao caso Guantanamo, "o Gulag dos nossos tempos", afirmando que a campanha para o seu encerramento tem mais um aliado, Bill Clinton. Se tivesse lido a noticia toda talvez chegasse a conclusao que nao e bem assim...

Descansa umas horas.

2. - Volta ao ataque com a afirmacao bombastica: Quase um terço dos americanos não pagam impostos. Um número histórico!!!! Estarao os americanos a fugir aos seus deveres de cidadania? Estara a economia informal a subir nos EUA? Fui ver.

Talvez por estar tao habituada a manifestacoes de rua a JAD aparenta so ler as letras grandes e os bonecos nas noticias. Se tivesse lido as mais pequeninas (as que realmente importam quando tiver que assinar contratos) teria reparado na seguinte interessante passagem:


Despite the charges of critics that the tax cuts enacted in 2001, 2003 and 2004 favored the “rich,” these cuts actually reduced the tax burden of low- and middle-income taxpayers and shifted the tax burden onto wealthier taxpayers. Tax Foundation economists estimate that for tax year 2004, a record 42.5 million Americans who filed a tax return (one-third of the 131 million returns filed last year) had no tax liability after they took advantage of their credits and deductions. Millions more paid next to nothing.

Afinal os cortes de impostos do mal-amado Bush, tao criticados por favorecerem os ricos estavam a permitir poupancas as classes baixa e media. Dai o facto de 1/3 nao pagarem...
Talvez esteja a ser injusto na critica e desta vez, de facto, a JAD, com todo o fair-play do mundo, estivesse a congratular as politicas de Bush por contribuirem para a redistribuicao da riqueza. Nesse caso os meus parabens a Joana Amaral Dias e as minhas desculpas por ter interpretado mal...

Descansa 3 minutos

3. - Apresenta em relevo a noticia de que o ministro da saude nao considera importante que hajam 224000 doentes em lista de espera para uma operacao. Ja sem relevo, o ministro continua dizendo que o importante e reduzir o tempo que os doentes aguardam por uma intervencao cirurgica. Na minha opiniao as afirmacoes do ministro tem alguma logica.* Na opiniao da JAD nao tem.
Termina afirmando que aquele tera sido um dia turbulento na Saude, isto tudo porque, alem daquela turbulento afirmacao do ministro, Constantino Sakellarides apresentou a demissão do cargo de presidente do Observatorio da Saude com o turbulento discurso:

"Eu julgo que nunca exerci nenhum cargo por mais de cinco anos. E não vou agora começar a fazê-lo. Porque acho que a pessoa, a partir de certo tempo, cristaliza na forma de pensar, tem o seu modelo, deixa de ouvir, deixa de ser permeável a outras formas de fazer" Turbulento de facto...