Licenciosidades

Qualquer bocadinho acrescenta, disse o rato, e mijou no mar.

"Não é da bondade do homem do talho, do cervejeiro ou do padeiro que podemos esperar o nosso jantar, mas da consideração em que eles têm o seu próprio interesse. Apelamos, não para a sua humanidade, mas para o seu egoísmo, e nunca lhes falamos das nossas necessidades, mas das suas vantagens"

Adam Smith (1776), Riqueza das Nações

quarta-feira, novembro 02, 2005

Perguntas às quais não conseguirei responder

Pai, porque é que o céu é azul?
Pai, onde é o fim do arco-íris?
Pai, como era a vida antes do google?

2 boas festas:

  • Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    By Blogger Roberto Iza Valdes, at quarta-feira, novembro 02, 2005 1:33:00 da tarde  

  • Hello! My name is Isabela. I was born somewhere over the rainbow, raised away from it... bla, bla, bla.

    Diz ao teu miúdo que eu sei onde é o fim do arco-íris, porque vi-o no sábado: fica numa clareira entre pinheiros mansos, situada dentro dos muros do Alfeite, aquele quartel da marinha, sabes?, que dá para o estuário do Tejo! Espero que saibas, que isto é o melhor que consigo explicar. Também sei onde nasce: no estuário do Tejo, entre as docas da Lisnave e o Terreiro do Paço, mesmo ali no meio da água. Portanto, nasce na água, e termina em terra seca.
    Bem, mas talvez não seja pedagógico dizeres ao miúdo que o arco-íris fica tão a Sul... não traumatizes a criança!

    By Blogger Isabela, at quarta-feira, novembro 02, 2005 1:55:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home