Licenciosidades

Qualquer bocadinho acrescenta, disse o rato, e mijou no mar.

"Não é da bondade do homem do talho, do cervejeiro ou do padeiro que podemos esperar o nosso jantar, mas da consideração em que eles têm o seu próprio interesse. Apelamos, não para a sua humanidade, mas para o seu egoísmo, e nunca lhes falamos das nossas necessidades, mas das suas vantagens"

Adam Smith (1776), Riqueza das Nações

sábado, novembro 05, 2005

Um pouco de cronologia

1998: A selecção francesa de futebol ganha o Mundial de Futebol pela primeira vez. Na equipa estavam presentes vários jogadores originários de África. Zinedine Zidane, muçulmano originário da Argélia lidera a selecção e é herói nacional. A França está unida na tolerância cultural.

2001: 11 de Septembro

2002:
"Ontem à noite, a França país entrou em estado de choque. A pátria dos direitos humanos escolheu Jean-Marie Le Pen, o velho líder xenófobo, racista, anti-europeu e populista do partido de extrema-direita Frente Nacional (FN), como finalista na segunda volta das presidenciais. " Jornal Publico 22 de Abril

2004: Os actos xenófobos crescem em França:
"Acções racistas e xenófobas aumentam. As acções anti-semitas ou racistas e xenófobas aumentaram nos últimos meses na França, de acordo com números do Ministério do Interior divulgados hoje. Os atentados de 11 de Março em Madrid podem ser uma das causas." TSFOnline, 9 de Julho

É aprovada a lei do lenço.
"LEI DO LENÇO AMEAÇA FRANÇA DA FRATERNIDADE
JP Pelissier/ReutersDefesa da laicidade do estado expulsa signos religiosos das escolas É o princípio do fim da França da liberdade, igualdade e fraternidade(...)

Anunciada como destinada a defender os princípios da sociedade laica, a lei foi sentida, em França e no resto do mundo, como "islamófoba" e, por isso, intolerante e racista."
Correio da Manhã, 14 de Fevereiro

2005: O aumento de actos xenófobos coincide com a rejeição do tratado constitucional europeu, rejeitado em grande parte pelo receio dos franceses em relação ao aumento da imigração.

Violência urbana provocada por gangs juvenis pertencentes a minorias étnicas e religiosas.